Viver no Reino Unido

10:12

Hey Guys,
Depois de meses de ausência percebi que já era hora de voltar ao blog para dar aquele update básico sobre a minha vida (que deu muitas voltas desde o último post, diga-se já de partida).
Começando pelo inicio...
O meu 2018 começou tipo pista de derrapagem e eu só parei quando bati de cara no chão. E acho que foi aqui que decidi que ia mudar a minha vida e que precisava de mudar de ares, como se costuma dizer.
A primeira coisa que me veio à cabeça foi: " Sempre quis mudar de país, porque não faze-lo agora?" e foi assim que decidi que não queria fazer o mestrado em Portugal. Foi uma decisão repentina mas que lá no fundo é apenas um desejo que já tinha há muitos anos guardado dentro de mim.
E foi assim que há uns meses atrás fui à minha reunião na OK estudante e comecei todo este processo para me mudar para o Reino Unido (Um obrigada ao best adviser Francisco, por toda a ajuda).
Assim sendo, há 2 meses atrás "arregacei" as mangas, fiz as malas e voei até à Inglaterra, onde estou a viver atualmente.
Se foi fácil? Tomar a decisão de vir para cá viver foi a coisa mais fácil de sempre, to be honest. Mas quando chegou o momento da verdade é que a realidade me bateu de frente, sem dó nem piedade.
Então no dia 9 de Setembro eu vesti as minhas "big-girl pants" e voei até Birmingham, uma cidade no centro da Inglaterra.
To be honest, nunca me senti deslocada aqui. Apaixonei-me logo pelas casinhas cor-de-tijolo de Birmingham e pelos seus prédios gigantes. Decorei facilmente os diferentes trilhos e caminhos desta cidade e não posso dizer que tive dificuldades em adaptar-me.
Relativamente ao mestrado, mudei-me para cá para tirar um mestrado em Promoção de Moda e não podia estar mais contente com o curso que escolhi. A minha universidade é a BCU (Birmingham City University) e posso dizer que não tem NADA a ver com as universidades em Portugal e que estou completamente apaixonada pelas instalações, facilidades e professores. Consigo arranjar tudo o que preciso naquela universidade, não faltam espaços para estudarmos e trabalharmos (seja em grupo, ou individualmente), sempre com tomadas para carregar telemóveis e computadores em todas as esquinas e em todas as mesas, com diferentes opções de comida e bebida (com Starbucks, Café society e Costa café dentro dos diferentes buildings da uni), uma biblioteca aberta 24/7 e com todos os recursos à disposição dos alunos, requisitar livros numa biblioteca nunca foi tão fácil e os funcionários da mesma são super prestáveis. Para tirar fotocópias ou fazer impressões podemos usar umas das "500" fotocopiadoras espalhadas pela universidade sem precisar de esperar em filas ou pagar balúrdios, fontes de água potável e fresca espalhadas pelos diferentes buildings da universidade e o mais importante: o facto de sermos tratados como os adultos que somos, finalmente.
Tenho duas aulas por semana, alguns workshops e tutoriais individuais e muitos de vocês podem achar que isto é pouco mas acreditem que nunca aprendi tanto em tão pouco tempo. Os professores tentam não nos afundar de matéria num só dia e fazem sempre questão de responder a todas as perguntas. Não existe barulho durante as lectures e toda a gente está atento e interessado porque as aulas são, efetivamente, cativantes.
Uma vez por semana tenho uma lecture com alguém que trabalhe na área de moda/marketing e é sempre muito enriquecedor ouvir experiências de pessoas que têm as suas próprias marcas ou trabalham para grandes marcas.
Concluindo, não podia pedir melhor mestrado e melhor universidade e estou muito feliz com tudo isto.
Ainda assim, é importante perceberem que nem tudo são rosas, é preciso estudar muito, trabalhar muito, cuidar de uma casa onde nunca têm os vossos pais para vos ajudar ou apoiar.  É difícil fazer amigos (pelo menos para mim) e há muitos momentos em que me sinto sozinha e desanimada. Finalmente posso dizer que tenho a minha vida organizada mas passaram uns longos meses até conseguir chegar aqui. Foi necessário muito trabalho, dedicação, dores de cabeça e lágrimas.
De qualquer das formas, estou muito feliz por ter tomado esta decisão e estou a aprender IMENSO com esta experiência.
Sei que terei de ultrapassar muitos "dias maus" e que vou ter de trabalhar muito para chegar onde quero mas a palavra desistir deixou de entrar no meu vocabulário, por mais cheesy que isto seja.

"O segredo é aprender a descansar quando se fica cansado, não a desistir!"

Kisses x 




You Might Also Like

1 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images